RABANADAS DA ISABEL - Portal Estilo 40

RABANADAS DA ISABEL

Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Não tem filhos. Vive com o marido e Maya, uma labradora cor de cacau, e Luna, uma labradora black. Também administra Babel Cultural.
Débora Böttcher Lessa

Últimos posts por Débora Böttcher Lessa (exibir todos)

Todos os anos sempre fiz rabanadas no Natal com a receita tradicional, passível de ser encontrada na internet em ‘n’ sites de receitas – na casa dos meus pais, não havia o hábito do preparo dessa guloseima.

No ano passado, minha amiga e vizinha Isabel nos convidou para um café na tarde natalina e experimentamos uma rabanada deliciosa, que tinha algo de diferente – que eu, mesmo sendo uma pessoa que reconhece sabores facilmente, não identifiquei.

Nesse ano, perguntei se ela não podia fazer umas rabanadas pra nós – expliquei que meu marido, louco por esse ‘doce de pão’ (como ela já sabia), tinha dito que as dela eram as melhores que ele já tinha experimentado. E ela, gentilmente, respondeu que poderia sim, mas que tinha certeza que eu seria capaz de fazer igualzinha e me explicou o seu jeito de prepará-las – que, no conceito dela, não tinha segredo algum.

Mas tem. E o segredo está no fim.

Vamos à Receita de Rabanadas da Isabel. 😉

Você vai precisar de:

12 fatias de pão para rabanadas – ou pão francês/bisnaga amanhecido (o pão fresco, muito mole, não tem a consistência necessária)

1/2 lata de leite condensado

1 xícara de leite

2 ovos

2 xícaras de farinha de rosca de pão – alguns mercados vendem pronta; se você não encontrar, torre três pãezinhos e rale no ralador de queijo ou triture no liquidificador.

PREPARO

Numa vasilha (ou prato), misture o leite e o leite condensado – se desejar, coloque nessa mistura uma pitada de canela.

Em uma segunda vasilha bata bem os ovos.

Num terceiro recipiente (preferencialmente raso) coloque a farinha de pão – não use a farinha de rosca fina, mas de pão mesmo.

Passe as fatias de pão na mistura de leite/leite condensado, deixe escorrer, passe no ovo, e empane na farinha de pão.

Frite em óleo limpo e quente, numa frigideira funda (coloque óleo suficiente na altura de, pelo menos, a metade da largura de cada rabanada). Frite-as dos dois lados até dourar.

Depois, é só salpicar açúcar e canela (eu junto os dois e salpico com uma peneirinha).

Daí, é só babar e se deliciar…

E se passar o Natal, experimente fazer para o réveillon – ninguém vai reclamar, pode acreditar! 😉


Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Não tem filhos. Vive com o marido e Maya, uma labradora cor de cacau, e Luna, uma labradora black. Também administra Babel Cultural.

Troque ideias conosco!