MARÇO

Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Casada, 'mãe' da Maya, uma labradora cor de cacau, e da Luna, uma labradora black.
Também administra o Portal Babel Cultural [www.babelcultural.com]
Débora Böttcher Lessa

Últimos posts por Débora Böttcher Lessa (exibir todos)

Março cruza o portal dos meses em plena quarta-feira de cinzas e marcando, para os cristãos, o início da quaresma – período que incita para esses a reflexão, a conversão espiritual, o recolhimento em oração e penitência para lembrar os 40 dias no deserto passados pelo líder Jesus e os sofrimentos que ele suportou na cruz.

Religião à parte (que sou agnóstica), já estou com os olhos em Abril e nos chocolates que a Páscoa nos traz. Mas antes disso, sabemos que há muito a fazer. Se rezarmos a lenda de que o ano só começa depois do Carnaval – mesmo pra quem, como eu, trabalha até mais do que gostaria -, é certo que há muita coisa a colocar em ordem, inclusive lutando contra a maré de Peixes, o signo sonhador que rege o mês, como ensina a astróloga Claudia Letti.

Porque sonhar é bom, mas é preciso fazer acontecer. E, para tanto, há que se colocar toda a energia em movimento, planejar, ousar, tomar nas mãos os projetos engavetados e, com os pés no chão, avaliar as melhores estratégias para transformar utopias em realidade.

Março também encerra a temporada de chuvas e calor intenso para soprar ventos leves, brisas amenas ante um sol mais sereno: tempo de calmaria, quem sabe um pouco mais de paz interna na cavalgada de temperaturas mais confortáveis – eu, que tento andar sempre pelo caminho do meio, adoro o Outono e a Primavera, essas estações que passam ao largo dos extremos.

Assim, o que desejo para você e pra mim em Março é o encontro entre o equilíbrio e a busca: agitação sem alvoroço, criatividade que alcance objetivos, lista de intenções postas em execução – chegou a hora daqueles planos, ideias e propostas que iniciaram o ano cheios de otimismo, saírem do papel e da mente para galgarem o concreto. E se esses traçados perderam impulso ou se mostram inviáveis, arregace as mangas para novas oportunidades – que sempre vem…

O importante é não perder de vista nem a si nem o que se deseja e ousar – ter nas mãos as rédeas da própria existência, focar no que é efetivamente importante, não se deixar abater. Sendo você de fé ou não, o jeito de levar a vida é único, pessoal e intransferível. Acredite: é só você quem comanda seus dias.

Salve, Março! 😉

Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Casada, 'mãe' da Maya, uma labradora cor de cacau, e da Luna, uma labradora black. Também administra o Portal Babel Cultural [www.babelcultural.com]

Troque ideias conosco!