JUNHO

Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Casada, 'mãe' da Maya, uma labradora cor de cacau, e da Luna, uma labradora black.
Também administra o Portal Babel Cultural [www.babelcultural.com]
Débora Böttcher Lessa

Últimos posts por Débora Böttcher Lessa (exibir todos)

capa_junhoJunho chega pra nos  lembrar que estamos no meio do ano. Pode ser o momento de fazer um balanço sobre aqueles planos de Janeiro – o que já concretizamos, o que ainda vamos fazer, o que abandonamos. Pode ser o tempo de mudar rotas, reavaliar planos, trilhar outra direção.

Mas sendo um mês festivo, nos incita à alegria. Ruas decoradas com bandeirinhas coloridas avisam: é tempo de celebração.

Sendo abençoado por três santos católicos, Santo Antonio exalta o Dia dos Namorados: época de renovar os laços, acertar as aparas, somar os afetos – na-mo-rar. Namorar o amor, o outro, a si mesmo. Sim, porque o verbo também vale se você está sozinha – nada de ficar triste: junte as amigas – e os amigos! – e divirta-se!

Junho é mês de casa aconchegante e de se aconchegar. Com a temperatura baixando depois do dia 21, marcando a chegada do inverno, lareiras e fogueiras estão aí pra nos acalorar – junto com quentão e vinho, além das guloseimas juninas, os fondues e chocolates quentes, claro.

Mas como dias cinzentos e desânimo andam colados, tente não se isolar: fuja da rotina – vá ao cinema, visite exposições, organize pequenas reuniões com pessoas queridas, insista na prática de atividade física – inclusive pra não somar peso por conta dos excessos alimentares da época.

bandeirinhasMantenha-se em movimento também pra não sucumbir a dias inteiros de pijama – especialmente se você trabalha em casa ou é adepta dos fins de semana pacatos. Não que isso seja ruim: de vez em quando, a gente só quer isso mesmo – cama e quietude -, só não pode deixar que vire regra (coisa que, especialmente no inverno, pode acontecer).  Que São João, o santo festeiro, nos proteja dessa inclinação, amém.

No final do mês, São Pedro encerra as festividades e nos prepara para Julho, um mês de pausa para muitas de nós por conta das férias escolares. Mas, até lá, que possamos aquecer esse mês gelado com nossa calidez interna.

Bem-vindo, Junho! Como escreveu Claudia Letti, pode vir frio que estamos fervendo! 😉


Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Casada, 'mãe' da Maya, uma labradora cor de cacau, e da Luna, uma labradora black. Também administra o Portal Babel Cultural [www.babelcultural.com]

Troque ideias conosco!