FEIJOADA LIGHT

Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Casada, 'mãe' da Maya, uma labradora cor de cacau, e da Luna, uma labradora black.
Também administra o Portal Babel Cultural [www.babelcultural.com]
Débora Böttcher Lessa

Últimos posts por Débora Böttcher Lessa (exibir todos)

Feijoada-LightNão sei quem instituiu que quarta e sábado são dias de Feijoada, mas se você não quiser seguir essa regra, essa receitinha pode fazer seu almoço de qualquer outro dia da semana mais saboroso.

Aqui em casa eu sempre fiz o que chamam de “Feijoada Light” porque ninguém gosta dos muitos ingredientes tradicionais, então a única coisa foi diminuir um pouco a quantidade de linguiça – se pra você não fizer diferença, você pode suprimir de vez ou substituir por linguiça de frango (nunca testei, mas dizem que é uma boa substituição).

A minha receita fica assim: 1/2 quilo de feijão preto | 300 gramas de carne seca sem gordura | 200 gramas de lombo salgado sem gordura | 1 linguiça portuguesa ou 1 paio em fatias | duas folhas de louro | alho | cebola

Eu não costumo deixar o feijão preto de molho porque acho que ele amolece demais e desmancha. Fica a seu critério. Se você prefere deixar de molho, sugiro cozinhar a carne seca e o lombo separados do feijão, para não correr o risco de ficar com um caldo de feijão com carnes.

Pegue a carne seca, limpe bem (das gorduras laterais – as a granel tem bem menos e você pode escolher melhor), corte em cubos médios, e coloque numa panela para ferver; troque a água pelo menos duas vezes (você vai ver o excesso de gordura sair na água e o processo também tira o sal, evitando a necessidade de deixar de molho por horas).

Enquanto isso, escolha o feijão, lave bem, refogue a cebola e o alho num pouquinho de óleo ou margarina light, acrescente o feijão lavado, as folhas de louro e a carne seca; cubra com água fervente (mais ou menos quatro dedos acima dos ingredientes) e feche, deixando cozinhar por vinte minutos. Enquanto isso, corte o lombo salgado em cubos e faça o mesmo procedimento – leve para ferver, trocando água por umas três vezes.

Após os vinte minutos do feijão e carne seca cozinhando, tire a pressão da panela (sempre com cuidado!), e acrescente o lombo, adicionando mais um pouco de água fervente (sempre cobrindo) e colocando para cozinhar na pressão por mais 15 a 20 minutos (o lombo cozinha mais rápido que a carne seca, por isso deve ser colocado depois).

Após o tempo, retire a pressão, abra a panela, teste se todos os ingredientes estão macios, e coloque a linguiça (ou paio) já fatiada (se você for utilizar). Deixe engrossar, acerte o sal (geralmente, não precisa, mas fica a critério), e está pronta para saborear. Com arroz integral e couve refogada, é tudo de bom!

Para acompanhar, eu costumo fazer um vinagrete com tomate, cebola, salsinha, pimenta dedo de moça, um ‘esguicho’ de vinagre (ou o vinagre da pimenta em conserva que eu sempre tenho – eu planto pimenteiras aos montes!) e o caldo de feijão preto. Dá um sabor adicional à feijoada. Ah! Não esqueça de uma fatia de laranja, para ajudar na digestão.

Só a farofa é que não tem como ser light. Ou você abre uma exceção ou não tem solução para esse ingrediente – uma colher de sopa de 20 g tem, em média, 170 calorias.

Bom apetite – na quarta, no sábado ou em qualquer dia da semana!


Débora Böttcher Lessa

Débora Böttcher Lessa

Formada em Letras, amante da literatura e de chocolate. Vive um dia de cada vez. Mora em SP. Trabalha com arte visual, mídias sociais e mkt. Casada, 'mãe' da Maya, uma labradora cor de cacau, e da Luna, uma labradora black. Também administra o Portal Babel Cultural [www.babelcultural.com]

Troque ideias conosco!